Pokémon Go | Nintendo | Realidade Aumentada

Escrito por Miaka J. S. Freitas - quinta-feira, setembro 17, 2015

Vamos lá. Escutei meu vizinho eufórico vim aqui em casa me contar do Pokémon Go e fiquei "que raios é isso que não vi ninguém comentar logo comigo?!". Então pesquisando na internet, youtube, G1 e Damiani (sim, Damianizando é tão importante pra mim que virou fonte de notícias), achei aqui o apanhado dos primeiros dados de Pokémon Go e resolvi trazer para vocês. E no Plantão Miando 2, que vai está recheado de trailer, aguarde!.


Enfim, a primeira coisa que quero dizer que a Nintendo demorou (e muito) a entrar no mercado de jogos mobiles. Tudo bem que os rumoresde Nintendo NX já diziam que eles iam entrar no mercado de uma plataforma para vários softwares, mas será que é verdade mesmo? Mas pelo menos aqui em Pokémon Go as coisas parecem mais certas em você ter logo, logo um Pokémon pro seu smartphone. Tudo bem que você já deve colocar emulador de GBA no seu celular, mas não é a mesma coisa.

Esse projeto lembrou daquela pegadinha de primeiro de abril de 2014 da Google, que colocava uma pessoa caçando Pokémons na vida real, lembram? Um jogo que dizia ser de realidade aumentada que te faria caçar Pokémon na vida real, logico, tudo tratava de uma pegadinha de 1 de abril que durou apenas dois dias. Mas agora parece ser real e terá seu lançamento no próximo ano.

No dia 10 de setembro, a Pokémon Company anunciou o "Pokémon Go", parceria da Nintendo e a Niantic (companhia nascida dentro do Google mas se desligou da gigante recentemente). A novidade é que serão para mobiles (iOS e Android, choram quem usa Windows Phone). A dinâmica do jogo será a mesma dos demais jogos da franquia, caçar e coletar todos os pokémons, além de torneios, batalhas e trocas com outros jogadores. Só que dessa vez você precisará andar pelos lugares na vida real.



O aplicativo do smartphone deverá está aberto e avisará se um Pokémon aparecer por perto, utilizando o GPS dos celulares. Ou seja, vai obrigar o pessoal a andar com o celular na mão, certo? Um pouco errado, já que terá também a possibilidade de comprar o acessório Pokémon Go Plus, que seria uma espécie de pulseira, que emitirá sinais luminosos quando um Pokémon tiver perto. A ligação do acessório ficará ligado via bluetooth com seu celular e será desenvolvido pela Big N.

Pulseira via bluetooth nada estilosa, né?

Tudo isso foi divulgado em um vídeo mostrando algumas ações em que os jogadores se envolverão, pelo vídeo apenas os 151 primeiros pokémons estarão no jogo. Será download gratuito, mas podendo fazer compras dentro do app (aprenderam com os do Facebook, isso aê).


Essa realidade aumentada lembrou um jogo, o Face Raiders, que eu tenho em meu Nintendo 3DS  que usa o giroscópio dele e faz uma espécie de realidade aumentada, utilizando o cenário que estou, mostrando os monstrinhos que eu tenho que atirar e os que posso capturar.

PS: Só eu que estou achando que isso não será bem recebido? Principalmente em países como o Brasil que a conexão da internet não é boa sem falar da violência e roubo que é grande? Andar com celular na rua para jogar é pedir pra ser assaltado... Sem falar que GPS ligado vai consumir rapidinho a bateria do smartphone.

  • Compartilhe:

Você poderá gostar também

0 recados

Seu comentário é muito importante para o crescimento, amadurecimento e manter a qualidade do blog.
Todos os comentários serão respondidos, então marque as notificações!
Deixe seu link no comentário, terei o prazer de retribuir a visita.
Segui. Segue de volta? Se eu gostar, seguirei com prazer!
Beijinhos da Miaka-chan =*