A Sereia || Um Lampejo De A Pequena Sereia

Escrito por Miaka J. S. Freitas - quinta-feira, fevereiro 16, 2017


"Com o meu rosto ainda entre suas mãos, Akinli me beijou. Foi breve, mas o suficiente para fazer fogos de artifícios explodirem nas minhas veias." p. 138
Não tenho como não comparar, em alguma hora, esse livro com o conto da Pequena Sereia. Antes de A Bela e a Fera, meu conto favorito era A Pequena Sereia. 

Era o que mais retratava o amor verdadeiro para mim, cheio de provas que valiam a pena superar (depois que cresci e amadureci, conheci A Bela e a Fera  e este conto se tornou o meu predileto na vida). E não tenho como trazer este livro a Pequena Sereia. Não pelo óbvio de que se tratam de Sereias. E sim pelo turbilhão de sentimentos que sinto por ambas as obras.
 "Não conhecia nenhuma expressão mais forte que 'alma gêmea', que é difícil dizer onde termina essa pessoa e onde você começa."


No conto original da Pequena Sereia, as sereias não possuem alma, apenas os humanos. É interessante a fala da avó da sereia que diz: 
"Só se um ser humano a amasse de todo o coração e deixasse o padre pôr a mão direita sobre a sua como uma promessa de ser fiel e verdadeiro por toda a eternidade. Nesse caso, a alma dele deslizaria para dentro do seu corpo e você, também, obteria uma parcela da felicidade humana. Ele lhe daria uma alma, e , no entanto, conservaria a dele próprio".
Interessante que essa frase me leva ainda mais a encontrar semelhanças a esse livro da Kiera. A protagonista acredita que não há mais uma alma nela. Apesar disso, a Água sempre diz que ela ainda tem, pois não perdeu de ser humana - só se tornou mais poderosa. 

Quando ela e Aklinli se beijaram pela primeira vez, algo aconteceu. A Água cita que as almas estão interligadas. 
"Nunca duvidei da sua capacidade de amar, mas que mortal seria capaz de amar uma garota que conhece há tão pouco tempo? Como pôde enxergar além da beleza com que cobri sua verdadeira identidade? Ainda mais quando você era incapaz de falar com ele? 
Sua voz o envenenou. Não posso mais negar isso. A unica coisa capaz de curá-lo é a sua voz. Sua voz humana para salvá-lo... 
Mas além disso, ele é como uma sereia para você. A ausência da voz dele está te matando. 
Não sei explicar como duas almas se unem. Nenhum homem, elemento ou deus saberia. Mas vocês estão atados. Por causa do seu amor verdadeiro e puro, vocês vão prosperar juntos... ou perecer juntos.
Se ele não tivesse ouvido sua voz, estaria bem. Mas assim que começasse a envelhecer, não importa daqui a quantos anos, você também começaria a se deteriorar. Ou se você me desobedecesse a ponto de eu ter que matá-la, ele morreria no mesmo instante. Vocês estão ligados por suas próprias almas. Agora, o que acontecer a um corpo, acontecerá ao outro. E como sua voz tomou conta dele e o envenena aos poucos, você está sucumbindo junto com ele, mais devagar, claro, porque ainda é minha. Mas cedo ou tarde a doença a consumirá do mesmo jeito".
É lindo essa ideia do amor ser a coisa mais forte do mundo e poder curar tudo. Em contos de fadas é onde esse conceito é bem mais visto. E eu simplesmente amo essa ideia de amor verdadeiro e forte, encanta mulheres e menininhas. Como não pensar (e querer) em algo que fosse verdadeiro e intenso?

  • Compartilhe:

Você poderá gostar também

2 recados

  1. Oie
    Pelo visto é uma releitura e adoro quando encontro algumas, mas como você disse que em certo ponto lembra a sereia dá Korra, fiquei com o pé atrás.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Oi Miaka.

    Realmente é impossível não comparar a releitura com os contos de fadas originais. Apesar de ter lido apenas uma série dessa maneira. Apesar de não ser muito fã da pequena sereia, sua resenha ficou bacana e deixa uma vontade de conferir como ficou a nova história. Dica anotada.

    Bjos
    http://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante para o crescimento, amadurecimento e manter a qualidade do blog.
Todos os comentários serão respondidos, então marque as notificações!
Deixe seu link no comentário, terei o prazer de retribuir a visita.
Segui. Segue de volta? Se eu gostar, seguirei com prazer!
Beijinhos da Miaka-chan =*