Resenha || Escola de Vilões

Escrito por Miaka J. S. Freitas - segunda-feira, julho 18, 2016

Será que um vilão pode se recuperar? Gilly não se considera exatamente uma garota má... Porém, quando se tem cinco irmãos e irmãs mais novos, é preciso ser criativo para ajudar nas despesas. Ela é uma ladra muito boa, e disso tem certeza e pode se gabar. Até ser pega. Depois de roubar uma presilha, é sentenciada a passar três meses no Reformatório de Contos de Fadas – no qual os professores são aqueles antigos vilões que já conhecemos, como o grande Lobo Mau e a malvada Madrasta da Cinderela. Quando, porém, ela faz amizade com alguns estudantes, como Jax e Kayla, aprende que esse reformatório vai muito além de sua missão heroica. Há uma batalha ganhando forma e Gilly precisa descobrir: os vilões podem realmente mudar? Descubra o Lado B dos contos de fadas.
Quase não conheço títulos da editora Única, mas esse foi um dos primeiros que tive a oportunidade de ler. Preciso logo dizer que achei o livro mediano. Nem bom, nem ruim. E vou explicar o porquê nessa postagem.

A história foi simplesmente "mais do mesmo". Não houve um fator UAU para o livro se tornar diferente de tantos outros na temática de contos de fadas. A leitura toda se prosseguiu e eu sentia que faltava alguma coisa. Talvez esse fator maior que diferenciasse e fizesse o livro ser diferente e único.

Não falo que o livro é ruim nem mal escrito, pois não é isso. A história só não tem um elemento a mais, algo que diferencia ainda mais de outras adaptações do meio. Ela não tem nenhuma diferenciação e se torna só mais uma. Algo que você diz "não mudou nada eu ler ou não ter lido esse livro".

Uma narrativa simplória e se faz mais do mesmo. A protagonista não tem um carisma, não tem nada em especial, algo que faz o leitor se apegar a ela. Os personagens são rasos, não parecem ter sido pensados com capricho. Alguns podem dizer porque é que o livro ainda terá uma continuação, mas faltou a fagulha para tornar a história mais envolvente. Nem os vilões dos contos de fadas se safaram dessa e parecem ter sido simplesmente jogados na narrativa.

Preciso dizer que não sei se a frustração foi maior por ter criado expectativas sobre o enredo. Gosto bastante de procurar e me envolver em livros e outras adaptações de contos de fadas (tanto que adoro os quadrinhos Fabulas - lançado pela Panini no Brasil,  a série Once Upon a Time e agora minha coleção de livros queridinho: A Escola do Bem e do Mal). Esse livro da Única parece mais uma narrativa mais simples, quase um rascunho descartado de algo que poderia ser ainda melhor aproveitado. 

Enfim, eu daria apenas 2 estrelas (e isso porque eu não costumo dá nota as minhas leituras), pela tentativa e por ser uma leitura rápida para distrair. Mas para quem procura algo com mais ação e personalidade, aconselharia procurar o livro A Escola do Bem e do Mal (leia a resenha que fiz aqui no blog) e outras adaptações. 

Matérias relacionadas: 

  • Compartilhe:

Você poderá gostar também

0 recados

Seu comentário é muito importante para o crescimento, amadurecimento e manter a qualidade do blog.
Todos os comentários serão respondidos, então marque as notificações!
Deixe seu link no comentário, terei o prazer de retribuir a visita.
Segui. Segue de volta? Se eu gostar, seguirei com prazer!
Beijinhos da Miaka-chan =*