Mimoteca - Bonecas de Crochet || Entrevista

Escrito por Miaka J. S. Freitas - sábado, dezembro 26, 2015

Esse projeto eu conheci pelo Instagram, procurando sempre por novidades e como eu amo dolls, acabei caindo de paraquedas nesse perfil e amei tudo que eu vi. Não tive comentários pelo talento da Mariana e o Mimoteca, bonecas de Crochet.

Sempre me encantei com artesanato, apesar de não conseguir ter coordenação motora para tais coisas, sempre me arrisquei com panos, argila, durepox, biscuit etc. E também admiro muito quem faz isso com um talento tão visível como o Mimoteca. Crochet é uma arte que eu vejo que está morrendo, nem as avós atuais tem a imagem da Vó Benta, do Sitio do Pica Pau Amarelo, que ficaria horas na varandinha do sítio fazendo tricô, crochê e outros bordados...

E nada melhor que nesse dezembro festivo aqui no blog, falarmos dessa fantástica obra de arte e separei vários projetos para divulgar aqui com o tema de artesanato. E o primeiro, é claro, será o Mimoteca. Como meu hobbie é colecionismo, bem direcionado a bonecas e miniaturas, selecionei os projetos de acordo com esse direcionamento, uma forma de conhecer esse tipo de trabalho, valorizar e divulgar, afinal, os industriais podem ser lindos, mas o artesanal é mágico (e está cada vez menos valorizado pelas crianças).

Consegui falar com a Mariana pelo e-mail de encomendas (deve ter sido a maior frustração porque não foi dessa vez que eu fiz uma encomenda - risos). E ela nos confessou que "Realmente faço tudo com muito amor, e acredito muito nos trabalhos manuais tentando substituir um pouco dos industriais de hoje que cantam, dançam e falam sozinhos!Conseguimos assim, despertar um pouco da criatividade dos pequenos e encantar os grandes também!"

Ela nos fala ainda mais:
"Tudo começou com um presente que ganhei de uma amiga, uma linda bonequinha de crochet que fez despertar o crochet da vovó que estava esquecido em algum lugar.
Pesquisei muito , fiz muita coisa, até que consegui chegar a uma pessoa maravilhosa de coração enorme e alma iluminada que foi quem fez a boneca que recebi de presente. Seu nome é Andrea Correa.
Me deu várias dicas e me incentivou a seguir tecendo.
Daí surgiu a Mimoteca.
A Mimoteca evoluiu muito mais rápido do que meu planejamento! Meu projeto com ela era conseguir um trabalho em casa, onde pudesse estar mais presente com meus filhos 11, 9 e 3 anos.
Já estou no meu limite e com uma equipe de artesãs/alunas me auxiliando, mas percebi que não é fácil arrumar artesãs que façam exatamente como você faria e embutindo todo o amor necessário!. Só consigo repassar o que já está criado e, mesmo assim tenho que acompanhar de perto. Preciso trabalhar uma maneira de reduzir o meu prazo de entrega mantendo a essência da Mimoteca que é 'Emoção em arte'."

Mas como vocês sabem, sou mais curiosa que isso, então preparei mais uma mini-entrevista com ela. Afinal, se eu não fosse tão curiosa, o Um Sofá não teria nascido e se formado o que é hoje (risos). Com ajuda da minha nova amiga Joyce, colecionadora de Dolls, fizemos um pequeno questionário que a Mariana, muito prestativa, não nos deixou sem resposta.

Um Sofá À Lareira: Qual foi o primeiro crochet que você fez? Ele saiu como a expectativa?

O primeiro mesmo foi quando menina ao lado da Vovó que adorava trabalhos manuais. Acho que tinha em torno de 10 anos, mas eram aqueles crochet de Vovó mesmo! Biquinhos , trancinhas... Nada muito elaborado.

O primeiro Amigurumi veio a partir de um presente que minha filha menor ganhou! Isto foi em meados de 2012. Uma bonequinha que dei o nome de Mimoleca que ganhamos de uma amiga . Achei um presente tão lindo e carinhoso que resolvi correr atrás: - Preciso aprender a fazer isto!!!


Depois de algumas pesquisas e retomando as técnicas de crochet a muito tempo esquecidas, surgiu o primeiro Amigurumi. Como A minha mocinha já tinha uma bonequinha, tentei fazer um menino para os outros 2 filhos, e tinha que ser jogador de futebol para chamar a atenção deles. Surgiu Meu Primeiro Amigurumi.

Continuando as pesquisas e a inquietude para chegar próximo a bonequinha ganhada, tive o privilégio de encontrar AndreaCorrea, a quem devo o início de tudo! Quem fez ressurgir o crochet em minha vida e quem fez a linda bonequinha ganhada pela minha princesa. No primeiro encontro vi que Andrea era uma pessoa iluminada, uma alma evoluída transmitindo tanta paz, dividindo com amor todo o seu conhecimento. Agradeço muito a ela pelos ensinamentos de crochet e de vida!

Esta foi minha segunda bonequinha, após ter recebido a receita da Andrea! Antes mesmo de conhecê-la! Só depois que levei para ela ver assim que pegou a bonequinha nas mãos, com toda delicadeza disse: - Está do lado avesso! Rssss

Um Sofá À Lareira: Qual foi o seu maior incentivo? Antes mesmo de criar a mimoteca?

O maior incentivo foi dividir a emoção e encantamento que senti ao receber a Mimoleca com outras mães e outras crianças. Presente que vem com essência, com amor, com carinho, com emoção! Não são bonecas que foram compradas nas prateleiras, que falam, cantam e dançam sozinhas.

São presentes escolhidos e confeccionados para alguém especial com as cores e  modelos escolhidas para encantar uma pessoa única, em um momento especial

Um Sofá À Lareira: Qual a sua inspiração para criar novos personagens de crochet?

Aqui vou colocar outro agradecimento: Drika Bauman. Adriana é uma decoradora de festas infantis, apaixonada pelo seu trabalho e adora inovar! Me descobriu pesquisando no Instagran.
Aqui vou fazer um parênteses:

(Nem sabia o que era Instagran: Rsssss. Mas de tanto as pessoas perguntarem: - Você tem Instagran? – Onde vejo seus Mimos? Resolvi criar o Instagran pois é uma feramenta muito fácil e rápida de manusear e um lugar onde poderia expor com agilidade e facilidade os Mimos. Criado em meados de Outubro de 2012, hoje tem aprox. 8.000 seguidores!)

Mas voltando a Drika, ela me descobriu e fez o primeiro pedido de personagem o Gigante e João do Pé de Feijão! Ela tem ótimo relacionamento na área e usou a peça para divulgar o seu curso que ministra Brasil afora. Foi aí que aumentei muito minha clientela direcionada para festas infantis e consequentemente para criar personagens. 


A partir daí os personagens vão surgindo a partir de demandas. Não tenho tempo para fazer exatamente o que vem na imaginação! Uso a imaginação para viajar na demanda dos clientes!!

Um Sofá À Lareira: Quando começou a fazer crochet, foi difícil? Aprendeu sozinha?

Sobre isto já falei um pouquinho! Comecei menina com aprox. 10anos com a Vovó! Nunca fiz demais, mas sempre gostei muito de trabalhos manuais e delicados, que encantam. Valorizo muito o artesanal, tudo aquilo que não é automático que precisou de muita imaginação , amor e tempo de alguém para realizar.

Dificuldades sempre surgem , mas como tudo na vida, com treinamento, empenho e amor o resultado vem.

Um Sofá À Lareira: Quais personagens você já reproduziu em versão crochet? Qual foi o mais fácil? E o maior desafio?

Nossa.......São muito personagens! Não vou dizer de mais fácil ou mais difícil. Todos são desafiantes pela primeira vez quando estou criando. Depois, com a receita em mãos eles ficam mais fáceis. O que acho mais difícil fazer (porque na verdade não gosto muito) é colocar expressão nos personagens. Acredito que as crianças precisam ser livres para dar expressão ao personagem , mas muitos deles tem traços bem característico o que dificulta o resultado.

O Gigante e o Pé de Feijão que já mostrei acima
  
As princesas: Ariel, Branca de Neve, Ana e Elza, Rapunzel...

  
A turma da Chapeuzinho Vermelho, que já foi feita em  vários estilos. Loira, morena, de avental, cabelos trançados, lisos.....

O Snoopy, que é um dos campeões.

Soldadinho de Chumbo

Vários Super Heróis: Batman, SuperHomem, Homem Aranha, Mulher Maravilha

Emília, Minions, Os três porquinhos, Jack dos Piratas, Bart Simpson, Garfield, Yogabagaba, Peter Pan e sua Turma, Bonequinha de Luxo, Como domar o seu Dragão, Rabbits, Pequeno Principe, Lalaloopsy, Toy Story e outros temas e animais diversos como, fundo do mar, balões, piratas, cahorros, safari, bailarinas, jogadores de futebol, personalizados para casamento, santinhos em geral, peças de natal.......Ufa!!
Que lindos, que perfeitos. Quero todos!!! 
 Um Sofá À Lareira: Qual personagem é mais pedido pelos clientes?

Snoopy, Chapeuzinho e sua turma, principalmente o lobo, Branca de Neve, Bailarinas, e as bonequinhas com características da criança seja e;a pequena ou grande Rss

Um Sofá À Lareira: Tem outros talentos artesanais sem ser o crochet? Confessa para a gente!

Na verdade o trabalho manual é minha paixão. Gosto muito de fotografia que é um hooby, mas acabo usan do muito por aqui também. Eu mesma fotografo os Mimos. E depois que parei de trabalhar fora, deixando uma carreira promissora em empresas muito competitivas como Ambev, Vivo....pude desfrutar mais de minha família e destes prazeres manuais.

A Mimoteca não começou com o crochet. O site que criei a princípio era focado em trabalhos em madeira com fotografia. Apesar de ainda atender pouquíssimos pedidos, este talento foi deixado de lado em função do Crochet que hoje é o foco da mimoteca.

Um Sofá À Lareira: Tem um limite do que podem te pedir por encomenda? Ou o que eu ver na internet, você conseguiria reproduzir para encomendas?

Não tem limite...Rsss... O limite são as minhas mãos e as mãos da equipe Mimoteca.

Os pedidos são variados. Não gosto muito de reproduzir trabalhos já criados. Nem sempre os criadores gostam de dividir, mas quando faço coloco os crédito, claro!

Chegam fotos de crianças, desenhos, crochets já feitos para serem usados como referência, personagens, ou apenas um texto com o briefing. Este foi escrito por uma criança, olha que fofura!!!

Os Mimos também são criados de várias maneiras. O que mais gosto é criar, mas como chegam demandas de todas as formas, utilizamos também receitas compradas, doadas ou livros para complementar.

Um Sofá À Lareira: Busca cada vez inovar mais? Quais são seus próximos planos para Mimoteca?

Nossa!!!!! Tenho muitas idéias, mas por enquanto não posso evoluir mais. Tenho 3 filhos em idade que ainda demandam um acompanhamento mais próximo, uma casa e um marido! Não poderia deixar de citá-lo aqui, uma pessoa MARAVILHOSA que me apoia em todo momento e tem MUITA PACIÊNCIA com minhas noites fazendo crochet e retornando orçamentos!

Meus planos para o próximo ano é encontrar pelo menos uma artesã que tenha disponibilidade e perfil e treiná-la para que eu tenha segurança em dividir o trabalho que hoje está quase todo comigo. As criações, acabamentos e finalizações. É complicado pois não são peças padronizadas.

Além destes Mimos diários, ministro Oficina 3 vezes por semana. É outra paixão! Começou também por acaso, depois de vários pedidos !

Hoje a maioria de minhas alunas fazem parte da equipe que tece os Mimos. No total de 21 alunas, já somos 10 artesãs da equipe, cada uma com sua particularidade. O que acho mais bacana é o empenho, a paixão e o respeito pelo lazer que virou também o trabalho de muitas delas.

As alunas chegaram aqui por diversos motivos: paixão pelo crochet, diminuir a pressão arterial, terapia, aumentar a renda, retomar uma vida ativa ou apenas desenvolver um novo Hooby. Somos hoje um grupo muito divertido, é realmente um momento muito gostoso!

Com orgulho, deixo aqui o depoimento de alguma delas, é isto que faz valer a pena:
“Eu procurei o crochê pq tive um problema de saúde e queria aprender algo q pudesse diminuir meu ritmo e, pq não, reduzir minha ansiedade e stress do dia a dia. Uma amiga tinha feito o curso e me mostrou suas obras recém feitas. Fiquei enlouquecida p aprender. Hoje, além de continuar enlouquecida e encantada com tudo que faço, passou a ser uma forma de presentear e encantar as pessoas e ganhar um dinheirinho extra. Não há como não se apaixonar pelo crochê e, principalmente, pela equipe Mimoteca. Obrigada Mari”
“Sempre tive vontade de aprender mas não encontrava alguém para me ensinar. Queria aprender a fazer bonecas e casaquinhos e a ter um rendimento extra.O crochet mudou minha vida. O período em que estou crochetando é um momento de tranquilidade, relaxamento. O crochet me ajuda a combater o stress.Acho que o crochet é subutilizado e subvalorizado. Cada vez menos pessoas aprendem a fazer crochet porque é algo demorado, cheio de detalhes, depende de concentração e hoje vivemos no mundo do imediatismo. As pessoas não têm tempo nem paciência para o crochet. Outra dificuldade é encontrar uma pessoa generosa disposta a ensinar esta arte tão nobre.Indico sempre! O crochet ajuda a acalmar a mente, ajuda no relaxamento, na concentração, além de ser possível fazer com ele coisas maravilhosas.”
“Eu como vcs sabem sou do interior de Minas. Saí de lá muito cedo para poder estudar na capital, tenho muitas lembranças da minha infância e uma delas é de minha mãe procurando crocheteiras pra fazer trabalhos para nossa casa, que mamãe mantinha um capricho  só. Mas reparava q tinha uma certa disputa entre as donas de casa. Quem tinha um caminho de mesa mais bonito ou uma toalha de mesa com um ponto novo e diferente. Enfim , cresci ao lado de crocheteiras de mão cheia e aprendí o valor de um trabalho feito com amor e muito capricho. Como dizem lá " não tem preço" principalmente porque quanto mais bonito e bem feito o trabalho mais velhinha era a crocheteira, por isso era mais valorizado e elogiado. O amigurimi eu conhecí com voce Mari. No inicio eu ate me enrolava com o nome. Nunca tinha ouvido falar. Mas quando eu ví uma bonequinha , a mimoleca, de uma coleguinha do Bruno fiquei encantada. Fui lá traz , na minha infância... Bonequinhas, crochê, crocheteiras...         Queria aprender também. Foi quando eu conheci voce. E seu desprendimento em nos ensinar tudo que você sabe , sem cobranças e disputa , me faz ter certeza que encontrei um tesouro em sua amizade. Junto com minhas amigas crocheteiras loucas por uma agulha , passo momentos deliciosos na sua casa. Obrigada”
“Eu sou apaixonada por trabalhos manuais e cozinha. Sou formada tb em Gastronomia e tinha como meta depois da aposentadoria montar um curso de gastronomia funcional e alimentos pra fins especiais. Só q fui pega numa curva da vida com graves problemas na coluna q me impediram de realizar meu projeto. Assim q vi o trabalho da Mariana fiquei mega encantada e a vontade de fazer me envolveu completamente. Fui correndo atrás de outro sonho q era realizar o sonho de crianças e adultos com o amigurumi. Hoje é minha terapia. Fiz amizades sensacionais, meu tempo fica todo ocupado com esta diversão q é a arte do crochê. Eu não só indico como tb tenho influenciado crianças da minha família a aprender e resgatar esta coisa maravilhosa de fazer os nossos próprios brinquedos, nossos presentes, nosso complemento salarial tb.Mariana, q Deus te abençoe e te dê muita força, perseverança e paciência pra continuar nos ensinando sempre! Bjinhos a vc e a minha nova família, minha família do crochê. ❤❤”
Um Sofá À Lareira: Deixe um recadinho para os leitores e seguidores do blog Um Sofá À Lareira e onde eles podem encomendar o que querem.

Tudo que é feito com amor, não tem erro!!! Seja do bem, faça o bem e invista na emoção, o resultado aparece ! E nunca esqueça a sua família!
Vocês podem ver os nossos Mimos no site:
No Instagran:
@marianamimoteca
Ou no Facebook
MarianaTorresFreire
As encomendas e orçamentos podem ser feitos pelo e-mail contato@mimoteca.com.br ou pelo site.


  • Compartilhe:

Você poderá gostar também

2 recados

  1. Imagina um bb-8?
    Vi no insta, mas não sei se eles fazem. ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Caçadora, então, eles fazem sim. É só mandar a foto e pedir o orçamento da encomenda. Ela faz cada coisa linda de crochet, para você ter uma ideia.

      Volte Sempre
      Beijinhos =*

      Excluir

Seu comentário é muito importante para o crescimento, amadurecimento e manter a qualidade do blog.
Todos os comentários serão respondidos, então marque as notificações!
Deixe seu link no comentário, terei o prazer de retribuir a visita.
Segui. Segue de volta? Se eu gostar, seguirei com prazer!
Beijinhos da Miaka-chan =*