As Vidas e As Mortes de Frankenstein || Resenha

Escrito por Miaka J. S. Freitas - segunda-feira, dezembro 21, 2015

Livro resenhado primeiramente no blog As Leituras da Mila, livro cedido em parceria com a Geração Editorial. 

Esse é o primeiro contato com a autora Jeanette Rozsas e após esse livro não quero que seja o ultimo. Fiquei super curiosa para ver os outros livros da autora. Só para terem uma ideia, ela já escreveu "Kafka e a Marca do Corvo", "A autobiografia de um Crápula", "Morrer em Praga" e vários livros parecidos.

O livro é um romance e mistura 3 tipos de narrativas, o que deixa o livro bem diferente de outros que eu já li.

O livro aborda a questão de longetividade da vida, algo que muitos já quiseram, não pr temer a morte (talvez sim), mas pela ambição de querer viver para sempre (ou pelo menos mais que um ser humano comum). A primeira lembrança que isso me levou na leitura foi o livro O Eterno Barnes, que li alguns anos atrás (quem quiser saber mais, tem resenha aqui) e outros livros que abordam temas semelhantes (fiz algumas análises deles no blog, é só seguir os links no final da postagem).

Mas o diferente aqui é o como a autora abordou. Aqui a autora usou pesquisas mais ficção para montar sua história, que entretém e também trás conhecimento e quem gosta do tema, o livro se transforma em uma leitura quase! obrigatória. As três narrativas seguem uma linha de tempo: A primeira se passa com uma pesquisadora brasileira, chamada Elizabeth Medeiros, trabalhando na Alemanha em uma pesquisa sobre transgenia. A segunda narrativa é sobre os escritores ingleses Lord Byron, Mary e Percy Shelley, do século 19. E a terceira e última é sobre o alquimista Johann Konrad Dippel e o aprendiz Max Muller. As três passagens tem uma coisa em comum: transcender a vida humana.

Esse livro é além de uma simples obra inspirada no clássico, assim como seu assunto, ele transcende do que é uma simples releitura ou referência e se torna um livro a mais, que detém outros assuntos e outras visões sobre o assunto. Há referências de várias obras e pensadores, fotos e outras informações que mostra que a autora quis fazer uma proposta totalmente diferente que escrever uma simples história. Ele é informativo e trás muito conhecimento na área, o que eu achei um ponto fortíssimo dele, é totalmente diferente de qualquer livro que já li do gênero.

Outra coisa que me chamou muito a atenção foi as fotografias entre os capítulos, com castelos e outras imagens que deixaram o livro bem mais caprichado e ambientado. Há uma parte do livro, próximo ao final, que tem fotos e rodapés explicativos sobre o doutor e outras coisas relacionadas a história do Frankstein, e isso foi ótimo, é totalmente diferente de outras obras que se baseiam em clássicos já fizeram. E me lembrou do livro O Caso Pedrinho, que contem o mesmo estilo de documentação no meio do livro, como um encarte a mais no meio da narrativa.


Alguns pontos poderiam ser ainda mais explorados e a falta de um fim definitivo deixou algo como se fosse incompleto, algo que ainda tem que se terminar... Mas o que faz a deixa da autora trabalhar ainda mais nessa história e fazer uma continuação, apesar que eu acho que não ia fazer muito sentido e acho que encaixaria melhor uma edição estendida, que eu compraria sem nem pestanejar.

  • Compartilhe:

Você poderá gostar também

0 recados

Seu comentário é muito importante para o crescimento, amadurecimento e manter a qualidade do blog.
Todos os comentários serão respondidos, então marque as notificações!
Deixe seu link no comentário, terei o prazer de retribuir a visita.
Segui. Segue de volta? Se eu gostar, seguirei com prazer!
Beijinhos da Miaka-chan =*