Colecionismo || Porque eu sou colecionadora?

Escrito por Miaka J. S. Freitas - quarta-feira, outubro 21, 2015

Uma coisa que talvez não saibam sobre mim (mentira, vocês devem ter desconfiado) é que eu gosto de colecionar. Sempre gostei, é algo que faz parte de mim. E o que muitos confundem é que colecionar não é o mesmo de acumular. Alguns amigos e parentes próximos já me chamaram de acumuladora e outros nomes similares pelo motivo de acreditar em eu ter tanta coisa ao longo dos meus 20 anos, querer comprar sempre que vejo uma miniatura nova, uma série nova, uma novidade, é porque eu sou de alguma forma acumuladora.

O que quero dizer é que acumulador sofre de uma doença e isso faz com que ele acumule tudo sem sentido ou/e ordem. Ele acumula até mesmo coisas que não prestam, lixo, e não joga nada fora. E vive em um completo caos que trás desconforto para todos os entes próximos. É também um tipo de pessoa que não tem controle sobre as coisas que acumula. É normal algumas pessoas confundirem acumulador com um colecionador, afinal, podemos dizer que é até uma linha tênue entre ambos, pois há colecionadores tão fanáticos que gastam rios para ter uma peça nova na sua coleção, mas mesmo gastando valores que podem ser absurdo para quem é de fora desse mundo, é tudo calculado e dentro dos limites. Não compra-se por comprar. E o colecionador teu seu padrão, seu método de cuidados e manutenção da coleção.

Talvez por eu ser filha única e não ter muita companhia para brincar, colecionar tenha sido uma diversão a parte. Lembro que as partes mais legais das brincadeiras era admirar os brinquedos e tudo que eu tinha juntado do que brincar em si. Isso até me rendeu uma reportagem num programa local sobre colecionadores (e infelizmente não tenho o vídeo da reportagem e ninguém que eu conheça também).

Acontece que tenho muitas coleções, e guardo todas com grande carinho e elas representam as fases que eu tive, de certo modo, algumas mantenho ainda por sentimentalismo, agora em fase de organização e outras ainda estão em crescimento e investimento. E vou contar aqui um pouquinho sobre a experiência de colecionar e o que eu já colecionei.

Eu gosto de colecionar por diversos motivos, deste de algo ser interessante, bonito e diferente o bastante para eu guardar, deste que eu queria colecionar. Há coisas que foram feitos para colecionar, tipo fascículos com coleções contadas,  e outras que vai passar a vida e você não terá tudo, como selos. Confesso que ainda não tive a experiência de colecionar fascículos mensais, semanais etc, até porque é uma quantia absurda de dinheiro para manter tudo em ordem. E por parte também porque é uma coleção pronta, fechada, é só comprar e tem todas. Para mim a melhor parte de colecionar é a adrenalina de caçar um novo item para sua coleção, é como garimpar metais preciosos!

Nunca fui de colecionar caixas de fósforo, tampinha de garrafas, essas coisas, que para mim não são coleções formadas, mas nada contra quem coleciona isso. As coleções que eu mantenho e já são bem antigas é a de Selos e Cartão Telefônico, essa ultima foi a mais difícil para conseguir um álbum para eles, mas felizmente conseguir achar uma pasta catalogo para comportar 500 cartões, algo que eu sei que tenho mais que isso.

Estou organizando os selos e cartões em um álbum, cada qual são álbuns próprios, que muitos sites vendem. Para selos tem vários sites de filatelia. Lembro que isso é um hobbie mais conservado por pessoas mais velhas e quando tinha o clube filatélico na minha cidade, todos se impressionavam por eu ter apenas 10 anos e grande interesse em selos. Até hoje eu amo e sempre separo um tempo para ver novos selos, mesmo que não tenha adquirido, até porque quero organizar os antigos primeiro. Mas vibro quando chega correspondência do blog e o autor mandou com selos! Já tive uns lindos de vários estados por  causa das parcerias com autores!

Já os cartões telefônicos são espécie em extinção. Ninguém mais usa orelhão muito menos compra cartão para tal. Ainda fazem cartões telefônicos com escalas menores, vendendo em agencias dos correios e outros lugares, e fazem mais por causa dos colecionadores, diga-se de passagem. Porém, eu mesma parei de adquirir novos assim que pararam de usar.. E a coleção nunca mais cresceu. Nesse momento eu estou organizando-a em temas e separando os repetidos... Ainda tem sites de leilões e portais de colecionadores aonde dá para se informar, vender a coleção e tudo mais, mas é algo raro hoje em dia, não aconselho entrar no ramo se não quiser gastar uma grana considerável para adquirir cartões no ML e outros sites.
 
Outro ramo de colecionadores e que tem até um mercado cada vez maior e mais cuidado (por parte das editoras) é dos quadrinhos e mangás. Ao meu ver está cada vez mais popular colecionar quadrinhos e as editoras estão cada vez melhorando mais e mais as edições, com novos formatos, melhorando graficamente, em edições de luxo e sempre relançando o que vai ficando raro no mercado. Eu mesma tenho uma condição razoável de quadrinhos, mangás e gibis (a ultima vez que contei os gibis estava chegando a 400, era 390 e pouco. Hoje devo ter ultrapassado os 400. Já mangás estava em 470 e pouco, hoje deve ter ultrapassado os 500. Já comics, ainda não cheguei a 100). Fanpages e grupos no facebook sempre tem movimentações e trocas de ideias.

Agora vou falar da minha maior paixão: Bonecas e Miniaturas.

Não tenho um tema especifico. Se eu achar que é bonito, fofo, diferente ou até meio mórbido, estou querendo adotar e trazer para casa. Tenho deste de miniaturas de desenhos animados, filmes, séries, até mesmo miniaturas de algum local (tipo a Torre Eiffel), e até coisas que não são de nenhuma referência pop, mas tenho porque se encaixa na definição acima.

Para as miniaturas de filmes e outras obras da cultura pop meu maior aliado é o McDonalds, sério mesmo, mais de 90% da minha coleção é devo a esse restaurante e até hoje como mclanche feliz por causa do brinquedo (vide a coleção desse mês que é mario kart). E antes que vocês perguntem, eu tenho deste do meu primeiro brinquedo no restaurante e nunca quebrei nada. Um dia tiro a foto para vocês olharem.

Lógico que Mcdonalds não é uma fonte legal para tudo, mas quebra um galho se você vive no Brasil e figures são caros, mesmo sendo funko pop (que tenho a maior vontade de começar a ter umas na minha grande coleção).

Agora voltando as bonecas, sempre tive vontade de colecionar as Monster High, deste de seu surgimento e hoje em dia posso ter uma coleção. Ainda não tenho todas, até porque é impossível, sempre lançam mais e mais monstrinhas, mas tenho as que mais gosto! Infelizmente, se você mora no Brasil, produtos importados (e a maioria dos colecionáveis - se não todos - é produto importado, o que faz com que tenha um custo muito acima que outros países). As vezes o recurso que muitos colecionadores de figures fazem é comprar no aliexpress, ebay e outros sites gringos, mas nunca fiz tal prática (senão ensinava para vocês em outras postagens). Mas não recomendo fazer isso agora, já que o Real está desvalorizado em relação a outras moedas.
 _______________________________________________________________________________

Enfim, eu só queria falar mais sobre como é ser colecionadora e quero trazer outras postagens desse tipo para a coluna de colecionismo, falando mais especificamente das minhas coleções e tirando bastante fotos dela, já que sempre tive vontade de compartilhar essas experiências.

Qualquer duvida, sugestão e critica podem deixar nos comentários, eu sempre quero deixar essa coluna com mais contato com os colecionadores de plantão. E vou manter também notícias de fascículos e outras coleções que achar interessante para que vocês também fiquem informados (tipo o que tem no Mcdonalds no mês).  

  • Compartilhe:

Você poderá gostar também

0 recados

Seu comentário é muito importante para o crescimento, amadurecimento e manter a qualidade do blog.
Todos os comentários serão respondidos, então marque as notificações!
Deixe seu link no comentário, terei o prazer de retribuir a visita.
Segui. Segue de volta? Se eu gostar, seguirei com prazer!
Beijinhos da Miaka-chan =*